Páginas

25 outubro 2009

O olhar deve estar sempre concentrado no mais alto, à frente, sem medo de ser feliz. Não basta acreditar; há que se confiar que tudo está como deve ser.

Olá, sempre queridos!
Hanninha já parou de chorar pela falta de comentários e a Jô já parou de rir e comemorar o sucesso do trabalho que lhe custou muito suor...e algumas lágrimas. Portanto, já podemos voltar ao nosso diletantismo de ócio criativo; voltar ao nosso normal (se é que existe mesmo isso). Explico: nossos amigos preferem se comunicar por e-mail e raramente deixam comentários no blog. Talvez seja pelo pouco espaço e pelo excesso de exposição. Utahy Caetano, por exemplo, deixou um comentariozinho carinhoso para a Hanna chorona. Tá lá. E o queridíssimo Rogério Imbuzeiro (sobrenome que já mereceu postagem ex-clu-si-va) enviou por e-mail um texto da Lya Luft que vale a pena compartilhar com vocês. Espero que também gostem. 
Um fim de semana de muita alegria e paz a todos e todas, 
com nossos mais calorosos abraços e beijos.
Segue o texto:



"Mês passado participei de um evento sobre o Dia da Mulher. Era um bate-papo com uma platéia composta de umas 250 mulheres de todas as raças, credos e idades. E por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e, como não me envergonho dela, respondi.
Foi um momento inesquecível... A platéia inteira fez um 'oooohh' de descrédito. Aí fiquei pensando: 'pô, estou neste auditório há quase uma hora exibindo minha inteligência, e a única coisa que provocou uma reação calorosa da mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho? Onde é que nós estamos?'



Onde não sei, mas estamos correndo atrás de algo caquético chamado 'juventude eterna'. Estão todos em busca da reversão do tempo.
Acho ótimo, porque decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão conta desse assunto sozinhas. Há um outro truque que faz com que continuemos a ser chamadas de senhoritas mesmo em idade avançada.
A fonte da juventude chama-se "mudança".
De fato, quem é escravo da repetição está condenado a virar cadáver antes da hora. A única maneira de ser idoso sem envelhecer é não se opor a novos comportamentos, é ter disposição para guinadas. Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos. Mudança, o que vem a ser tal coisa?
Minha mãe recentemente mudou do apartamento enorme em que morou a vida toda para um bem menorzinho. Teve que vender e doar mais da metade dos móveis e tranqueiras, que havia guardado e, mesmo tendo feito isso com certa dor, ao conquistar uma vida mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.
Uma amiga casada há 38 anos cansou das galinhagens do marido e o mandou passear, sem temer ficar sozinha aos 65 anos. Rejuvenesceu.
Uma outra cansou da pauleira urbana e trocou um baita emprego por um não tão bom, só que em Florianópolis, onde ela vai à praia sempre que tem sol. Rejuvenesceu.
Toda mudança cobra um alto preço emocional. Antes de se tomar uma decisão difícil, e durante a tomada, chora-se muito, os questionamentos são inúmeros, a vida se desestabiliza. Mas então chega o depois, a coisa feita, e aí a recompensa fica escancarada na face.
Mudanças fazem milagres por nossos olhos, e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna. Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem, só que continuará opaco porque não existe plástica que resgate seu brilho. Quem dá brilho ao olhar é a vida que a gente optou por levar.
Olhe-se no espelho..."

Lya Luft


3 comentários:

marcia disse...

Adorei o texto! Realmente, mudanças requer coragem, o chororô faz parte, mas depois...hummm... delícia!! O sol volta a brilhar, mas isso quando a mudança vem de dentro pra fora né mesmo?
Hanna, parabéns! Um texto fantástico,num blog fantástico, postado por uma pessoa, bacana!..rss.. Vai, não achou que eu ia te chamar de fantástica neh.. olha a vaidade eim!..rs.
Brincadeirinha! Obrigada pela visita.
bju e otima semana!

Anônimo disse...

O texto é maravilhoso. Identifiquei me muito com ele!!! Embora tenha apenas 29 anos, minha vida apresenta muitas mudanças que rejuvenescem...

Entrei na faculdade de economia com 17 anos. Depois de três anos descobri que não era meu perfil...REJUVENESCI.

Entrei na faculdade de história. Dou aula há 8 anos para jovens...REJUVENESÇO TODOS OS DIAS!!!

Estou filiando-me a uma partido partido político para colocar em prática tudo aquilo que sempre defendi junto aos meus... ESTOU EUFÓRICO...COMO UM ADOLESCENTE APAIXONADO!!! Preciso dizer o quanto rejuvenesci???

Muito obrigado, MADRINHA! Você é a grande responsável por isso!!!

Beijos,

Renato Pellizzari.

Hanna disse...

Oi, querido!!!!!! Adorei vc ter passado por aqui! Vou guardar este comentário como um documento do seu compromisso com as idéias que vc defende, seus princípios. Mude o caminho sempre que considerar necessário, mas nunca deixe de ser quem vc é. Tenho certeza de que vou me orgulhar muito de ter estado a seu lado nesta passagem. Beijos!!!!!!