Páginas

01 março 2011

Aforismo de gaiatos

Dia cheio; trabalho árduo. Antes do fim da tarde, uma repartição pública para tentar entender o inexplicável. Resistência. Nem uma gota de impaciência. Problema não resolvido. E o gaiato do atendente me sai com essa: "Casava com você agora, só pra ter esses olhos olhando pra mim todo dia." O riso que provocou, apagou toda a chance de contrariedade. Voltei pela praia, certificando-me do privilégio que é o meu caminho. Um mar verde como os olhos de Hanna. Me achei, claro...
Hanna demasiadamente humana.

Nenhum comentário: